A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE

Filename: hooks/lang.php

Line Number: 26

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/storage/d/1e/7f/culturaartistica/public_html/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

1941 a 1950 - Cultura Artística
Receba novidades:

1941 a 1950

1941
Pela primeira vez no Brasil é apresentado o ciclo integral das sonatas para piano de Ludwig van Beethoven, com Fritz Jank (1910-1970). Entusiasmada com a experiência dos ciclos, Esther Mesquita organiza outros saraus temáticos como os “Recitais Bach”, com Alexander Borovsky e as “Sonatas de Beethoven para Violino e Piano”.

1942
Um dos maiores violonistas de todos os tempos, o espanhol Andrés Segovia (1893-1987) se apresentou aos sócios da Cultura Artística pela primeira vez em 1937.

1943
Acontece o “Festival Tchaikovsky”, com a Orquestra Sinfônica de São Paulo e a Banda da Força Pública, com Eleazar de Carvalho (maestro) e Fritz Jank (piano).

1944
Fundada em 1940 pelo maestro José Siqueira, a Orquestra Sinfônica Brasileira vem pela primeira vez a São Paulo sob a batuta de seu primeiro regente, o húngaro Eugen Szenkar (1891-1977).

Durante a guerra, o maior empreendimento musical da Cultura Artística é a execução de A Paixão segundo São João, de Bach. O espetáculo tem que ser repetido, com o teatro lotado, tamanha é a repercussão. No Estadão, J. Calderia Filho assinala: “Esse concerto constituiu um dos mais significativos êxitos da história da Sociedade de Cultura Artística”.

1945
A Prefeitura de São Paulo aprova a planta do Teatro Cultura Artística, de autoria do arquiteto Rino Levi e o objetivo agora é inadiável: iniciar a construção no ano seguinte.

1946
O Quarteto Léner volta a São Paulo no primeiro ano de paz.

1947
Em agosto, as obras do Teatro Cultura Artística têm início.

1948
Quase todos os saraus são realizados no Theatro Municipal. Além da Missa em si menor, de Bach, alguns dos maiores pianistas da época se apresentam nessa temporada, como William Kapell e Friedrich Gulda.

1949
Em 25 de dezembro, a Cultura Artística, a construtora e o projetista responsáveis pela construção do teatro publicam anúncio nos principais jornais da capital, apresentando a futura obra como um presente de Natal à cidade.

1950
Acontece o espetáculo inaugural do Teatro Cultura Artística, com a Orquestra Sinfônica de São Paulo apresentando obras de Camargo Guarnieri e Heitor Villa-Lobos, regidas por seus respectivos compositores. A revista de arquitetura Acropole dedica dez páginas do seu número de maio ao teatro, destacando as linhas curvas e o painel de Di Cavalcanti, feito em mosaico de vidro na fachada.
O poeta Guilherme de Almeida comenta em sua coluna no Diário da Noite de 7 de março: um “presente imperial que faz a Sociedade de Cultura Artística à sua cidade de São Paulo, àquela a que tão superiormente tem sabido servir no campo da formação, educação e refinamento do espírito”.